Back
Next
De onde estiver, fique informado das notícias do seu sindicato!
Acesse o Sincohab também pelo seu celular!
Receba notícias do Sincohab
no seu Email particular
Cadastre seu Email particular e fique tranquilo pois somente será usado para a comunicação entre seu sindicato e você.

Clique para cadastrar

COHAB CAMPINAS - ACT 2019-2021 DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD
COHAB SANTOS - ACT 2019-2021 DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD
CDHU - MPT DÁ PARECER FAVORÁVEL AOS FUNCIONÁRIOS
05/11 - Como não poderia deixar de ser, o Ministério Público do Trabalho - MPT, acompanhando o processo de dissídio entre CDHU e Sindicatos, deu parecer favorável aos trabalhadores a que se cumpra o reajuste das clausulas econômicas a 4,99% nos salários juntamente com os benefícios.

O parecer será encaminhado à presidência do TRT afim de ser agendado o julgamento do caso.

Guardemos os rojões pois só a sentença dará cabo da pendência, mas é uma boa notícia e aguardemos o desenrolar dos acontecimentos.


Leia parecer do MPT
SP-OBRAS - CAMPANHA 2019 - RELATÓRIO DAS ÚLTIMAS REUNIÕES DE DIRETORIA, REPRESENTANTES E SINCOHAB
07/11 - Representantes da SP-Obras junto ao Sincohab, publicam relatório acerca das 04 (quatro) últimas reuniões de diretoria, representantes do Conselho e Diretoria de Empregados da empresa com o Sincohab:

Acesse
COHAB-SP - ACT 2018-2020 DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD
22/11 - Tendo em vista o parecer do Ministério Público do Trabalho, totalmente favorável aos empregados da empresa, o Sincohab, à pouco, entrou com pedido de liminar para que se pague os reajustes advindos da lide trabalhista ora, antes do julgamento que ainda não tem data a se realizar.

Esperemos que o pleito seja agora deferido pelos julgadores.

Eis o nº do processo :  1002831-61.2019.5.02.0000
CDHU - DISSÍDIO COLETIVO 2019
SINCOHAB ENTRA COM PEDIDO DE TUTELA DE URGÊNCIA
CDHU - DISSÍDIO COLETIVO 2019
TRT NEGA TUTELA DE URGÊNCIA
06/12 - Juíza considerou que não há prejuízo para os trabalhadores em aguardar a decisão de mérito (julgamento) sobre a correção salarial e reflexos nos benefícios, pois a decisão irá retroagir seus efeitos para 01/05/2019, motivo pelo qual ela negou a concessão da tutela de urgência.

Integra da Sentença